Idosa realiza sonho e se forma em direito aos 97 anos em Ipatinga (MG)
Chames Rolim adiou estudos por causa do marido, que era muito ciumento
Publicado em 22 de agosto de 2014 - VIA Portal ISSM

Foto: Do R7 com TJMG
Dona Chames acompanhou audiências da Vara da Família e criminais Thaís Dutra/TJMG

Uma moradora de Ipatinga, no Vale do Rio Doce, surpreendeu a todos com sua força de vontade para aprender: aos 97 anos, Chames Salles Rolim vai finalmente realizar o sonho de se formar em Direito. Ela fez o curso na Fadipa (Faculdade de Direito de Ipatinga) e receberá o diploma no próximo dia 7 de agosto. Na última quarta-feira (16), Chames visitou o fórum da cidade para cumprir as últimas exigências acadêmicas e acompanhar audiências, além de produzir relatórios.

A idosa nasceu em Santa Maria do Itabira e se mudou para Santana do Paraíso aos três anos. Durante a maior parte da vida, trabalhou na farmácia do marido, com quem ficou casada por 63 anos. Atualmente, mora em Ipatinga com um de seus dez filhos. Dona Chames, como é conhecida, decidiu ingressar na faculdade após a morte do companheiro, que era muito ciumento e não aprovava os estudos.

Estudante dedicada, ela conta que prefere estudar de madrugada para aproveitar o silêncio. Além da faculdade, Chames ainda pratica hidroginástica diariamente e costuma escrever poesias. Feliz com a conquista, ela afirma que teria escolhido o mesmo curso caso tivesse a oportunidade de ter estudado quando era mais jovem.

— No Direito, há sempre muito a aprender. Esses cinco anos foram maravilhosos e eu só tenho a agradecer à Fadipa.

Leia mais notícias no R7 MG

Durante sua visita ao fórum, ela presenciou audiências da 1ª Vara da Família e ainda sessões criminais. O desejo de dona Chames depois de receber o certificado é ajudar a sociedade.

— Sei que a minha idade não me dá muito prazo. Por isso, o que eu quero é ser útil a quem me procurar, compartilhar o conhecimento. E se eu não souber responder algo, orientar a pessoa a buscar quem saiba

Dona Chames lembra ainda que a idade não é justificativa para deixar de aprender e diz que aqueles que usam esta "desculpa" têm preguiça de buscar conhecimento.

— A gente sempre pode aprender, mesmo que seja a conviver melhor com as pessoas.

*Com informações do TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais)




Autor:




Principal Ouvidoria
Instituto de Seguridade do Servidor Municipal: Rua Francisco Drumond, S/N, Centro Administrativo. CEP. 42.800-970
Camaçari - Bahia - Brasil - Tel +55 71 3621-6632
Horário de funcionamento de 08h as 17h
Horário de atendimento de 08h as 16h
© 2010 - Versão: 2.0.0 - Prefeitura Municipal de Camaçari Desenvolvimento - Secad/CCTGI/GEPRO